quinta-feira, 26 de junho de 2008

Vídeo da Polícia Militar



Assista ao novo vídeo da Polícia Militar muito bem produzido pelo Centro de Comunicação Social da PMSC.

A cada dez horas uma criança é brutalmente assassinada no Brasil

Por Cristina Possamai

No mesmo final de semana em que a menina Isabella foi morta, mais quatro crianças perderam suas vidas brutalmente. Segundo o Ministério da Saúde, aproximadamente a cada dois dias pelo menos cinco crianças com menos de 14 anos são mortas violentamente. Ou seja, a cada dez horas uma criança é assassinada no Brasil.

A principal causa das mortes são as armas de fogo. Em segundo lugar aparece o espancamento. Muitas vezes os pais, ou alguém próximo, não tem necessariamente a intenção de tirar a vida do menor, mas com raiva perdem o controle e agridem sem ter noção do mal estão fazendo. Em seguida, os falecimentos provocados por objetos cortantes (facas), estrangulamento ou sufocação.

A crueldade também se manifesta através de afogamento, queimadura e abusos físicos e sexuais.
Conforme o divulgado no Portal G1, o disque 100, telefone nacional de denúncias de violência e abusos contra a criança e o adolescente, atende quase cem chamadas por dia referentes a maus tratos ou agressões físicas ou psicológicas. Na grande maioria, o criminoso faz parte ou é próximo da família.

“A mãe bate mais, mas quem maltrata mais violentamente, a ponto de ser hospitalizado, geralmente é o homem, o pai. Isso acontece em todos os níveis sociais, em todos os estratos econômicos da sociedade”, afirmou o pediatra Lauro Monteiro, em entrevista ao Jornal Hoje da Rede Globo.

Mesmo sendo de extrema revolta, dificilmente a polícia consegue chegar ao responsável, já que as confissões são raras e mentiras são freqüentes quando familiares ou conhecidos estão envolvidos.

“É difícil punir porque normalmente não tem testemunhas. Estamos falando de assassinatos de crianças dentro de casa. Dentro de casa, você não tem testemunhas. E quando tem, é da família, e gente da família sempre se preocupa muito e normalmente não incrimina gente da família”, reconheceu o juiz Luiz Flávio Gomes, envolvido em um caso de homicídio infantil, onde um homem teria matado o filho de sua ex-namorada como vingança pelo fim do relacionamento.

“Não é rara a morte de crianças dentro das casas. É raro isso tudo ganhar publicidade, ter provas, ir a júri e haver condenação. No Brasil, isso é muito difícil”, ressalta o criminalista, requisitado pela Rede Globo, concluindo que apenas em situações extraordinárias, como nos casos da menina Isabela e do garoto João Hélio, essas fatalidades ganham repercussão nacional. Normalmente, os casos são abafados sem que ninguém seja penalizado.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Projeto de lei prevê punições especificas para crimes cometidos na internet

Por Cristina Possamai

Uma lei em tramitação no Senado sugere novas maneiras de proceder frente a crimes praticados na Internet. A alteração do Código Penal criaria novos crimes e aumentaria as penas para os já existentes, como clonar cartão de crédito e celular.

O avanço do uso da rede mundial de computadores, a criação de métodos eletrônicos de débitos e créditos e a popularização dos celulares, tornou muito mais fácil a vida das pessoas, mas, também agilizou a ação dos criminosos. O que gerou um novo ramo para os “foras-da-lei”: os cybercrimes.
Muitos países já se adequaram aos avanços tecnológicos e existe até uma convenção mundial para enfrentar os crimes virtuais. Porém, aqui no Brasil, só agora a Comissão de Constituição e Justiça do Senado se mexeu para formular leis especialmente voltadas para o cyberespaço.

O projeto de lei em votação no Senado determina que roubo de senhas e espalhar vírus sejam consideradas ações criminosas. Propõem também penas de até cinco anos para falsificação de cartão de crédito ou telefone celular. Ainda há previsão de punição para quem discriminar por raça ou cor na Internet ou guardar arquivos com conteúdo de pedofilia.

O senador Eduardo Azeredo, relator da proposta, afirmou em entrevista ao Jornal da Globo, que provedores de internet serão obrigados a guardar informações sobre as páginas visitadas pelos internautas por três anos.

“Não há nenhuma questão que possa afetar a privacidade do cidadão. A privacidade está garantida. As informações que os provedores darão serão apenas com autorização judicial”, assegurou o senador.

De acordo com dados transmitidos no Jornal da Globo, desde 2005, a Polícia Federal prendeu mais de 700 pessoas por envolvimento em algum “cybercrime”. Mas, dificilmente consegue enquadra-los no Código Penal.

“A legislação vem facilitar. Porque algumas condutas, até então, não eram tipificadas. Acredito que isso venha ajudar bastante a polícia na sua investigação”, concluiu o delegado federal Adalton Martins, em declaração à Rede Globo.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Conseg Grande Santa Luzia, o mais atuante do Estado



Por Talise Freitas
Foto: Divulgação


Os moradores da região da grande Santa Luzia, insatisfeitos com a falta de segurança, foram reivindicar na Secretaria de Segurança Pública mais proteção para a localidade. Foi assim que surgiu o Conseg (Conselho Comunitário de Segurança), uma sementinha que foi plantada e deu frutos.

Há seis anos criado na região, o Conselho tem o intuito de combater e prevenir. O resultado foi a diminuição em 70% do índice de criminalidade, o mais atuante do estado.

Com 18 membros voluntários e o apoio da comunidade e dos comerciantes locais o conselho se mantém em prol da segurança. A população busca participar ativamente, prova disso é que o aluguel da sede é pago pelos comerciantes.

A polícia militar, que também faz o trabalho de polícia comunitária, ajuda a reforçar a segurança dos cidadãos utilizando uma viatura e duas motocicletas.

Em maio a região prendeu oito traficantes, o maior número da cidade.

Mas o Conselho não visa apenas diminuir os crimes e sim trabalhar na prevenção e reeducação de quem já praticou algum ato ilegal, criando uma nova imagem de segurança.
*Conheça a Presidente do Conseg Santa Luzia.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Penitenciária Sul

Por Talise Freitas

Foto: Rádio Criciúma

A Nova Penitenciária Sul está pronta para receber internos.

Localizada na comunidade de Vila Maria a Peninteciária possui 7 mil m² com forte esquema de vigilância e isolamento para que fugas e rebeliões sejam evitadas.

A capacidade é para 352 internos de regime fechado, ou seja, somente irão para o local aqueles já condenados pela Justiça, sem possibilidade de recurso.

A Penitenciária Sul atenderá toda a região e será a 6ª do Estado, depois de Joinville, Chapecó, Florianópolis, Curitibanos e São Pedro de Alcântara.

O Secretário de Segurança Pública e Defesa do Cidadão, Ronaldo Benedet, destacou que a estrutura cumpre todas as exigências da lei de execuções penais, possuindo mini-hospital, duas salas de aula, quatro indústrias, lavanderia, espaço para banho de sol, 88 celas comuns, oito celas íntimas, 16 celas de isolamento e quatro celas de atendimento, entre outras dependências.

Cada cela comum possui 10 m² e quatro camas, além de chuveiro, sanitário e pia.

“É um modelo de peninteciária em Santa Catarina. Aqui eles serão reeducados para reintegração na sociedade”, destacou Benedet.

sábado, 21 de junho de 2008

Criança perde a vida dentro de balde

Por Talise Freitas

A mãe da pequena Larissa Martins de Almeida, de apenas um ano e 10 meses, nunca esquecerá da cena presenciada.

Enquanto estendia a roupa no varal encontrou a menina desmaiada em um balde com aproximadamente quatro litros da mistura de água com água sanitária, sabão em pó e desinfetante.

A menina chegou ao Hospital Santa Catarina sem vida. Conforme o perito do Instituto Médico Legal (IML) Almir Fernandes de Souza, a necropsia constatou como causa de morte asfixia por afogamento.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Crimes pela rede

Por Talise Freitas
Foto: Divulgação

Nos próximos dez anos, 90% dos crimes praticados em todo o mundo serão feitos pela internet, é o que afirma a Polícia Federal.

Além da pedofilia, delitos fazendários, assaltos a bancos e até crimes contra o meio ambiente estarão na lista dos criminosos cibernéticos.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Droga de elite

Por Talise Freitas
Foto: Divulgação

A operação contra as drogas sintéticas deu-se início quando um suposto traficante ofereceu ecstasy para um policial civil, trabalhando de segurança, em uma casa noturna.

Um estudante de Engenharia da Unisul foi pego com cerca de 300 comprimidos da droga vindo de Laguna para Criciúma, comprovando assim que na cidade existe um comércio muito grande do entorpecente.

Com a continuidade e a preocupação dos agentes da Central de Polícia em combater o comércio ilegal, foram presas ao todo, oito pessoas acusadas de envolvimento com o tráfico em todo o Sul do Estado, três de Treze de Maio, um de Morro da Fumaça, dois de
Florianópolis e um de Criciúma.

O delegado Airton Ferreira tentou conscientizar os donos de casas noturnas adeptas da música eletrônica. “Mais ninguém se manifestou’’, conclui a autoridade.

O ecstasy é um comprimido que provoca alucinações, muito utilizado em festas
eletrônicas e têm o valor mínimo de cinqüenta reais, justificando assim que os
usuários da droga possuem grande poder aquisitivo.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Bem-vinda Polícia Federal


Por Talise Freitas
Foto: Portal Engeplus

A Delegacia da Polícia Federal de Criciúma abrange 40 municípios do Sul de Santa Catarina.
Localizada no bairro Operária Nova possui uma equipe de 11 agentes e cinco viaturas.

A emissão de passaportes é o principal serviço oferecido, além do combate ao tráfico de drogas, crimes ambientais e todos os crimes federais que a polícia pode intervir.

Nos primeiros dois dias de atuação a Polícia Federal emitiu 52 passaportes.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Único sobrevivente da tragédia em Ermo não corre mais risco de vida

Por Cristina Possamai

O único sobrevivente do trágico acidente de domingo, dia 15, no Ermo, está fora de perigo. Segundo informações do Portal Engeplus e da Rádio Imigrantes, Douglas Beckhauser de Freitas, 21 anos, apesar de continuar internado no Hospital Regional de Araranguá, passa relativamente bem e já recebeu visitas de familiares na tarde de ontem.

O jovem morador de Sombrio ficou preso nas ferragens, mas conseguiu gritar por socorro. Ele teve diversas fraturas pelo corpo e seu quadro clínico é estável.

domingo, 15 de junho de 2008

Ressaca sangrenta, baile termina em acidente com três mortes em Ermo

Por Cristina Possamai

Trágico acidente na manhã deste domingo, dia 15, em Ermo, resultou nas mortes de três dos quatro ocupantes do corsa de placa MFO 7169, de Sombrio. O sobrevivente, Douglas Beckhauser de Freitas, de 21 anos, ficou gravemente ferido, mas conseguiu gritar por socorro. Sendo encaminhado ao Hospital Regional de Araranguá. O desastre aconteceu por volta das 6h30min.

O carro desgovernado saiu da estrada e bateu violentamente em uma árvore, pegando em cheio o lado do caroneiro. Rafael Morel Minussi, de 19 anos, Juliano Ricardo da Silva Costa, de 18 anos e Camila Borges da Silva, de 21 anos faleceram ainda no local.

Conforme informações da Polícia Militar de Ermo repassadas à Rádio Imigrantes de Turvo, os jovens estavam voltando do baile no Pavilhão do Arroz em Meleiro. O infortúnio ocorreu na SC-448, quilometro 47,900.